Arquivo de etiquetas: Educação e Tecnologias Digitais

Séc. XXI & Literacia

Quando não se questiona que a tecnologia é uma facilitadora do processo de ensino - aprendizagem, permitindo visualizar fenómenos abrastratos e/ou complexos, permitir e potenciar a discussão e o trabalho colaborativo, será que estamos perante chavões spin-off da Web Summit, um alerta ou marketing pró-digital?

Segundo um estudo, prevê-se que, até 2030, aproximadamente 42% de portugueses tenham de atualizar as suas qualificações ou mudar de profissão.

Nova SBE / CIP

Aprender a a programar é como falar outro idioma, neste caso o digital. Sem literacia digital, sem programação, não preparemos as crianças e os jovens para este novo mundo.

Mnantsetsa Marope, representante da UNESCO

1.º webinar de 2020/2021

Regressar ao futuro - Neuza Pedro (IE - UL)

Algumas notas sobre o regresso à Escola, apontadas durante o webinar:

Em Portugal a Escola tem uma missão assistencialista muito relevante;
A importância da dimensão relacional no processo de ensino - aprendizagem;
Preocupação em recuperar / consolidar aprendizagens face ao tempo requerido pela modalidade online;.
Bem-estar dos nossos alunos;
Interiorizar novas normas de socializar e ser proficiente nas novas normas de saúde pública;
O trabalho online ganhou maior expressão face à rádio, televisão ou ao papel (UNESCO UNICEF World Bank, 2020);
A pandemia revelou mais uma vez as desigualdades sociais, a inadequação de infraestruturas e as crenças negativas relativas às Tecnologias e Aprendizagem Online;
Necessidade de investir na formação e reconhecimento do corpo docente, ponto focal da mudança no Sistema Educativo;
Garantir que as escolas têm as condições para reabrir e garantir o exposto na Lei de Bases do Sistema Educativo 46/86;
Concretizar o direito à educação;
Como assegurar o bem-estar dos alunos (psicofisioemocional: motricidade, emoção e cognição);
Repensar e tirar partido das tecnologias e ambientes digitais;
Nem sempre são os alunos que usam frequentemente os computadores ou a internet que obtêm bons resultados;
"School technology had raise too many false hopes" (Andreas Schleicher, OCDE)
A tecnologia não garante inovação;
A tecnologia pode ter um papel chave em elementos fundamentais: proximidade, partilha e colaboração;
Oportunidade de recriar uma melhor sala de aula.