Arquivo de etiquetas: #Eddington_Sundy

Eddington at Sundy: From History to Legacy

25 de maio de 2019

1 marco na História, uma observação fundamental da Teoria da Relatividade Geral, 1 evento marcante, 1 celebração do centenário que envolveu mais de 50 instituições que contribuíram para quase 100 iniciativas desenvolvidas em diferentes formatos em pelo menos 3 continentes e 1 legado que prevalecerá por muitos anos

Eddington at Sundy: 100 Years Later celebrated the centenary of the observations of the 1919 solar eclipse, a landmark event that resulted in the first experimental confirmation of Einstein’s General Theory of Relativity. This celebration was recognized by the International Astronomical Union (IAU) as a milestone event for their centenary celebration. More than 50 institutions contributed to nearly 100 initiatives developed in different formats, climaxing in an intense programme experienced by hundreds of people at the Roça Sundy landmark on Príncipe Island at the end of May 2019. Like the 1919 expeditions, three continents were directly involved in these celebrations, showing that international collaboration can result in a sum greater than its parts, leaving a legacy that will prevail for many years to come.

Latas, J.; Doran, R.; dos Prazeres, M. J.; Fernandes, J.

Global Science Opera 2020 | ENERGIZE

A Global Science Opera em 2020 irá focar a temática da a energia e sustentabilidade e terá o título ENERGIZE.

Pela quarta vez em cinco edições, a ilha do Príncipe estará representada.

Aqui o trailer de apresentação:

ENERGIZE! The Global Science Opera 2020 trailer

A estreia deste evento artístico e científico, global e online, será no dia 20 de Novembro, às 13:00h (GMT, UTC +0).

2015

No início do século XX, Einstein previu a existência de ondas gravitacionais. A 14 de setembro de 2015, a colaboração LIGO (> 1.200 físicos) observou essas ondas gravitacionais pela primeira vez, originadas por dois buracos negros que se fundiram há 1,3 mil milhões de anos.

A observação levou a uma forma inovadora de estudar o nosso universo e à atribuição do Prémio Nobel de Física (2017) a Rainer Weiss, Barry C. Barish e Kip S. Thorne “por contribuições decisivas para o detector LIGO e a observação de ondas gravitacionais.

É possível destruir um buraco negro?

Recentemente, um investigador português, José Natário, publicou um artigo que procurava responder à questão se seria possível destruir um buraco negro.

Uma investigação teórica na área da Relatividade que permitiu verificar, através das equações de Einstein, que é impossível acelerar a velocidade de rotação de um buraco negro para lá de um certo limite.

Este trabalho levou à definição de um novo teorema geral que nos coloca mais próximos de desvendar os mistérios ocultos pela gravidade massiva dos buracos negros.

90 Segundos de Ciência, com José Natário, professor no Instituto Superior Técnico e investigador no Centro de Análise Matemática, Geometria e Sistemas Dinâmicos.

Um episódio sobre investigação no campo da relatividade matemática, uma área que consiste na análise matemática das equações de Einstein.

Buracos Negros sob uma nova luz

Palestra online "Buracos negros sob uma nova luz" com o astrofísico Vítor Cardoso, no âmbito do ciclo "Ciência às Seis", coordenado por António Piedade, realizada no dia 12 de Junho de 2020.

29/05/1919 - 19/05/2020

101º aniversário das observações do eclipse solar de 29 de maio de 1919

O Espaço Ciência Sundy (ECS) é o legado físico das observações astronómicas que tiveram lugar na emblemática Roça Sundy.

O ex-libris é o planetário que já está instalado no Espaço e servirá a população local e visitantes.

Este projeto faz parte de um plano de médio prazo que, estrategicamente faz uso da Astronomia como ferramenta para o desenvolvimento.

À Espera das Estrelas

Uma oportunidade para (re)ver e descobrir um episódio marcante da História da Ciência.

Um excelente documentário, "À Espera das Estrelas", da autoria de Isabel Silva Costa, Carlos Pinota e João Caldeirinha. Disponível na plataforma RTP Play ou na RTP África, no próximo dia 29 de maio às 16 horas (fuso horário de São Tomé e Príncipe).

Há 100 anos a lua tapou o sol…

100 anos depois a RTP apresenta "À espera das estrelas", um documentário sobre a comprovação da Teoria Geral da Relatividade de Albert Einstein.

Bookmark

A 11 dias da comemoração das observações do eclipse de maio de 1919 no Brasil (Sobral) e São Tomé e Príncipe (Roça Sundy), destaque para uma das edições do programa "Os Dias do Futuro" de Edgar Canelas, que nos traz uma BD e um ensaio da autoria da historiadora de ciência Ana Simões e da artista visual Ana Matilde Sousa, dedicada ao eclipse solar de 1919 na ilha do Príncipe Einstein, Eddington e o Eclipse: Impressões de Viagem.

Einstein, Eddington, e o/ and the Eclipse: Impressões de Viagem / Travel Impressions é um livro composto por um ensaio da historiadora e professora Ana Simões e uma banda desenhada da artista Ana Matilde Sousa, concebido como complemento à exposição E3 – Einstein, Eddington, Eclipse no Museu Nacional de História Natural e da Ciência.

Para recordar: Os Dias do Futuro (SPV e o Dia Internacional da Reciclagem, as exposições 'E3-Einstein, Eddington e o Eclipse' e 'Ocean Plastics Lab'|18 Mai. 2019)

#Eddington_Sundy

A 17 dias do aniversário

29 de maio de 1919 foi um dia marcante para a Ciência!

A 17 dias do 101º aniversário das observações do eclipse solar de maio de 1919:

Ildeu de Castro Moreira - Einstein e o Eclipse de 1919

#Eddington_Sundy

De novo Einstein!

O Very Large Telescope do ESO permitiu observar o movimento de uma estrela (S2) em redor de um buraco negro 'supermassivo' no centro da Via Láctea que se localiza a localizado a 26 mil anos-luz do nosso planeta.

A análise das observações realizadas permitiu concluir que o movimento da estrela S2 está de acordo com as previsões da Teoria da Relatividade Geral.

"Descobrimos que o movimento de uma estrela em torno desse buraco negro não é uma órbita fechada, isto é, não é um caminho em que o fim e o início são o mesmo ponto, descrito periodicamente" (Paulo Garcia, do Centro de Astrofísica e Gravitação (Centra) do Instituto Superior Técnico - Lisboa em declarações à Lusa).

L. Calçada/ESO

#Eddington_Sundy

Saber mais:

Primeiro teste bem sucedido da relatividade geral de Einstein realizado perto de buraco negro supermassivo (eso1825pt — Nota de Imprensa Científica)

Primeiro teste bem sucedido da relatividade geral de Einstein realizado perto de buraco negro supermassivo

Obscurecido pelas espessas nuvens de poeira absorvente, o buraco negro supermassivo mais perto da Terra situa-se a cerca de 26 000 anos-luz de distância, no centro da Via Láctea. Este monstro gravitacional, com uma massa de 4 milhões de vezes a massa solar, encontra-se rodeado por um pequeno grupo de estrelas que o orbitam a alta velocidade. Este meio extremo — o campo gravitacional mais forte da nossa Galáxia — é o local ideal para explorar a física gravitacional e, particularmente, testar a teoria da relatividade geral de Einstein.

Primeiro teste bem sucedido da relatividade geral de Einstein realizado perto de buraco negro supermassivo (ESOcast 173)

Einstein 1-0 Newton. 30 anos depois, sabe-se como dançam as estrelas em volta de um buraco negro

Dança entre estrela e buraco negro dá razão a Einstein. Outra vez

Star’s strange path around black hole proves Einstein right—again

Einstein Was Right (Again)! General Relativity Passes Another Test

Einstein Was Right… Again! Successful Test of General Relativity Near a Supermassive Black Hole