Aquivos por Autor: andrejff

Prémio Nobel da Física - 2017

Gravitational waves are produced in acceleration of masses with spherical asymmetry. They propagate at the speed of light, stressing and compressing spacetime; distances in space increase and decrease with a steady cadence in two directions at 90 degrees to each other, orthogonal to the direction of motion of the wave. The effect is very small: for a released energy corresponding to about 3 solar masses like in the first event detected by LIGO in 2015, the relative strain at Earth is about 10^-22 – i.e., the distance between the Earth and the Sun changes by about the size of an atom.

Momentos

Existem momentos muitos especiais que guardamos na memória, recordações que não se podem cristalizar numa simples foto. Uma foto é um instante capturado, antigamente em película, hoje em dados eletrónicos que capta parte da realidade.

O conceito de memória está ligado ao passado e a mesma água nunca passa duas vezes debaixo de uma determinada ponte. Existe sempre uma mudança, uma incerteza no futuro, algo novo a aprender e a descobrir.

E o futuro contém o paradoxo de permitir compreender que por vezes quando pensamos que somos infelizes ou que estamos insatisfeitos na verdade passamos ao lado de uma oportunidade de apreciar o melhor que a vida nos tem para oferecer.

Ano de publicação

Quando se cita um autor, a norma indica que se deve indicar o ano. Um exercício curioso é tentar indicar o ano em que Jorge Ávila de Lima escreveu:

"Se no interior de uma mesma escola coexistem professores que diferem bastante entre si (em termos de idade, experiência de ensino, formação profissional, sexo, responsabilidades profissionais e administrativas, rendimento, práticas e concepções pedagógicas, modos de relacionamento com a administração e a instituição escolar, estratégias de carreira, origens sociais, sentimentos subjetivos de pertença social e filiações e identidades disciplinares) e se estás características diversas fazem da identidade profissional dos professores, no seu conjunto, uma realidade fluida e problemática, fará, então, sentido falarmos de uma cultura de ensino?"

Responsabilidade compartilhada

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO GLOBAL DA EDUCAÇÃO 2017/8 - UNESCOResponsabilização na educação: CUMPRIR NOSSOS COMPROMISSOS

Citando o prefácio, da autoria da Diretora - Geral da UNESCO, Irina Bokova:

Hoje, 264 milhões de crianças e jovens que não frequentam a escola – esse é um problema que nós temos de combater juntos, porque a educação é uma responsabilidade compartilhada, e o progresso somente pode ser sustentável por meio de esforços comuns. Isso é essencial para cumprir as ambições do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável para a educação (ODS 4), parte da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Governos, escolas e professores devem desempenhar um papel de liderança, de mãos dadas com os
próprios estudantes e seus pais ou responsáveis.
Para avançarmos, é necessário traçar linhas claras de responsabilidade, sabendo quando e onde essas linhas são quebradas e quais ações se fazem necessárias como resposta – esse é o significado de responsabilização, o foco deste Relatório de Monitoramento Global da  educação. A conclusão é clara – a falta de responsabilização acarreta o risco de prejudicar o progresso, permitindo que práticas danosas se tornem parte dos sistemas educacionais. Por
exemplo, a falta de planos educacionais claramente desenvolvidos pelos governos pode gerar incertezas sobre os papéis, bem como significar que as promessas continuarão vazias, e as políticas, sem financiamento. Quando os sistemas públicos não oferecem uma educação de qualidade suficiente, e atores privados preenchem essa lacuna mas operam sem regulamentação, as pessoas marginalizadas saem perdendo. Os governos são os principais
responsáveis pela garantia do direito à educação, mas esse direito não é sujeito à jurisdição em quase a metade dos países e, assim, o curso de ação para os que desejam realizar uma denúncia ou reclamação é perdido.
Todos têm um papel a desempenhar para melhorar a educação. Isso começa com os cidadãos, apoiados por organizações da sociedade civil e por institutos de pesquisa, que apontam falhas em uma educação equitativa e de qualidade. Em diversos países, movimentos estudantis frequentemente influenciaram políticas relativas a
uma educação equitativa e acessível, destacando o poder que todos compartilhamos e devemos exercitar para fazer avançar o ODS 4. Organizações internacionais têm liderado o desenvolvimento de novos objetivos e metas alinhados com os desafios complexos do nosso tempo.
O Relatório também mostra que nem todos os métodos de responsabilização estão nos ajudando, atualmente, a alcançar o ODS 4. Em algumas partes do mundo, está se tornando cada vez mais comum, por exemplo, que professores e escolas sejam penalizados devido a resultados fracos em avaliações, em nome de supostas tentativas de melhorar a qualidade do ensino e da aprendizagem. O Relatório conclui que isso deve ser abordado
com muita cautela, para evitar consequências opostas e não intencionais.
Existem muitas evidências que mostram que testes altamente relevantes com base em medidas restritas de desempenho podem incentivar esforços para manipular o sistema, impactando negativamente a aprendizagem e punindo de forma desproporcional os marginalizados. É essencial coletar dados sobre os resultados da aprendizagem para ajudar a esclarecer fatores que perpetuam as desigualdades na educação. No entanto, para
tirar conclusões precisas é necessário tempo, recursos e habilidades que poucos países possuem, sendo muito fácil chegar a conclusões equivocadas.
Responsabilização significa ser capaz de agir quando algo está dando errado, por meio de políticas, leis e defesa (advocacy), inclusive por meio de ombudsmen, para proteger os direitos dos cidadãos. Nós precisamos de mecanismos universais mais fortes para consagrar e garantir o direito à educação e responsabilizar todos os governos por seus compromissos, inclusive os doadores.
A palavra responsabilização aparece ao longo de todo o Marco de Ação da Educação 2030, o que demonstra a importância que a UNESCO e a comunidade internacional atribuem às funções de revisão e acompanhamento para catalisar e monitorar os progressos. Isso também significa que todos os países deveriam produzir relatórios nacionais de monitoramento da educação para explicar seus progressos em relação aos seus compromissos – atualmente, apenas cerca da metade deles o faz, e a maioria de forma não periódica. A responsabilização significa interpretar indícios, identificar problemas e trabalhar em como solucioná-los. Isso deve ser a espinha dorsal de todos os nossos esforços para alcançar uma educação equitativa e de qualidade para todos.

O valor relativo de uma atividade

Uma atividade pode ser mais ou menos interessante, mais ou menos planeada, ser muito ou pouco adaptada aos alunos, ...

Por vezes a mais-valia de uma atividade é um determinado instante, uma frase ou uma simples atitude.

Trabalhar em Ciência ou Tecnologia, muitas vezes não corresponde às ideias preconcebidas dos alunos e o contacto com profissionais da área, especialista no seu campo é muito profícuo.

Depois de "A exigência leva à excelência", hoje foi dia de "É necessário muito trabalho, trabalho, trabalho, trabalho, trabalho, trabalho e trabalho, porque só trabalho, trabalho, trabalho e trabalho não chega!"

Claro que também se analisaram dados, se construíram histograma, se falou da lei dos grandes números, de Física das Partículas, do CERN e do LHC. 🙂

Como a sabedoria popular diz, junta-se aos melhores e serás melhor!

It took a life-threatening condition to jolt chemistry teacher Ramsey Musallam out of ten years of "pseudo-teaching" to understand the true role of the educator: to cultivate curiosity. In a fun and personal talk, Musallam gives 3 rules to spark imagination and learning, and get students excited about how the world works.