Proposta

Atendendo aos números atuais, ao número de professores que se estão a formar por grupo disciplinar e ao ritmo de saídas, como serão os números daqui a 10 anos?

Uma proposta para mitigar os efeitos da falta de professores colocados:

Perante isso e se é mesmo verdade que existe uma preocupação em prestar as melhores condições aos alunos e "estabilizar" o corpo docente (o que inclui o pessoal contratado), nada como regressar a parte do que foi possível muito tempo, ou seja, completar horários lectivos a partir de, por exemplo, as 16 horas, com outras tarefas ou mesmo com funções na área da preparação/apoio à produção de materiais e ferramentas para um eventual período de E@D. Permitindo um salário mensal completo e a não perda de tempo de serviço. Agora só se podem completar horários, na própria escola, quando aparecem necessidades "lectivas" que encaixem no horário ou os colegas têm de andar de escola em escola a ver como completar as horas. O que, para além de ter uma parcela de indignidade profissional, é profundamente desgastante.

Como Combater A Escassez De Candidatos A Substituições | O Meu Quintal
https://guinote.wordpress.com/2020/10/02/como-combater-a-escassez-de-candidatos-a-substituicoes/
Accessed: 2020-10-02

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ten + 6 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.