Planificações

O primeiro contacto com o conceito de planificação em unidades curriculares da área da Didáctica deixou uma marca indelével sobre a necessidade de cumprimento e que estas eram um mapa rumo a um destino, que permita alguns desvios pontuais.

Anos após os auditórios dos departamentos de Física e de Química da Universidade de Coimbra descobre-se que planificar é éfemero e que uma viagem que sai totalmente fora de rota é o melhor que pode acontecer.

Numa altura em que o Mundo é dominado pela tecnologia, os problemas são de uma complexidade que demasiadas vezes não conseguimos compreender na totalidade é bom saber que o fundamental é a aposta na Humanidade. O que nos torna especiais não é a capacidade de criar um processador, antes o que conseguimos fazer com ele e a capacidade que temos de quebrar toda uma série de regras e gerar algo que é maior que a soma das partes.

P.S. Alguns dirão que esta publicação é sobre a PAFC.